20.12.16

Formatação artigos 6º CLIF-PE e outros informes


A Comissão organizadora do 6º Congresso de Literatura Fantástica de Pernambuco (6º CLIF-PE) agradece novamente a ampla participação do público, ricas contribuições e intercâmbios entre pesquisadores de todo o país e exterior, além de todo o apoio acadêmico e da mídia durante os três dias do evento. Relembramos também que os certificados oficiais emitidos pela Proext/UFPE, de palestrantes, comunicadores, ouvintes etc., estarão disponíveis na Coordenação de Letras da UFPE em cerca de um ou dois meses (na pasta do Núcleo Belvidera), nos turnos da manhã, tarde e noite. Aos participantes de outros estados, estaremos enviando os certificados via Correios.

Informamos ainda que o livro “Literatura fantástica e grotesco”, o qual, por conta da greve dos técnicos da UFPE, não pôde ser lançado durante o 6º CLIF-PE, terá nova data prevista de lançamento: março de 2017. Cada autor receberá uma cota de 03 exemplares enviados via Correios.

E seguem as normas para envio de artigos referentes ao 6º CLIF-PE:

Os palestrantes, conferencistas e comunicadores do evento devem enviar seus artigos finais impreterivelmente até o dia 31 de maio de 2017, para o email fantasticoempernambuco@gmail.com. Os melhores artigos, após rigorosa seleção, comporão os capítulos do livro “Literatura fantástica e contos de fadas”, a ser lançado, pela Edufpe, em finais de novembro ou inícios de dezembro de 2017 durante o 7º CLIF-PE, na UFPE. 

A formatação dos artigos será a seguinte: Título do artigo em negrito, centralizado, fonte Times new roman 12, entrelinha simples, utilizando-se de letras maiúsculas só em iniciais de nomes próprios ou títulos de obras (estas últimas, em itálico também). Sugere-se não colocar títulos muito extensos, por questões estéticas. Após o título, uma linha em branco. Em seguida, o nome do autor do artigo alinhado à direita, em caixa baixa. Sob o nome, entre parênteses, também alinhado à direita, a última titulação (doutor, mestre, doutorando, mestrando, graduando etc.) e nome da instituição em que trabalha/estuda (não é permitido uso de aspas ou rodapés após o nome do autor). A maneira correta é bem simples, por exemplo:

Carlos Augusto de Souza
(Doutorando em Letras – UFC)

Após esses dados, o artigo também será escrito em fonte Times new roman, 12, entrelinha simples, justificado, com tabulação padrão do Word no início de cada parágrafo. Para citação no corpo do texto com mais de três linhas: recuo de 3,5 cm (e fonte Times new roman tamanho 10, também com entrelinha simples). Limites de páginas para os artigos: mestres/mestrandos, doutores/doutorandos e professores - entre 10 e 15 laudas; graduados/graduandos e demais participantes: máximo de 05 laudas. Citações de nomes ou sobrenomes de autores sempre em caixa baixa, por exemplo: Segundo Candido (2007, p. 34), a literatura brasileira...  / outro exemplo: “sasffsdfsff sdkfsjflks slkd sdkdjslk fsdsdfs” (Candido, 2007, p. 34). Lembramos novamente que o envio do artigo não é obrigatório e apenas os melhores dentre eles participarão do livro e o CLIF-PE não lançará anais do evento. Para a seleção, serão levados em consideração: o ineditismo da proposta; suas problematizações teóricas e conceituais bem desenvolvidas, e aprofundadas; o estudo teórico do gênero conto de fadas de per si, ou as relações que este estabelece com o gênero/modo fantástico. O livro também dará amplo destaque ao estudo dos aspectos ligados às teorias do Maravilhoso em seus imbricamentos com as mais diversas vertentes da literatura fantástica (fantástico, horror, ficção científica, novela gótica, conto de fadas, realismo mágico etc.), da literatura antiga à contemporânea, também abrindo espaço, se for o caso, aos estudos intersemióticos (a Literatura em suas relações com as Artes visuais, Quadrinhos, Cinema, Games etc.).