14.12.16

Relação completa Seminários Belvidera

- Primeiro Seminário Belvidera, ocorrido no dia 28 de março de 2012, no miniauditório 02 do CAC/UFPE. Intitulado “Contos de Ludwig Tieck”, o seminário analisou a ficcionalidade tieckiana em seus imbricamentos com às estéticas do horror, do devaneio romântico, do conto de fadas oitocentista e outras modalidades presentes nos contos pioneiros deste escritor alemão. Na ocasião, os críticos literários André de Sena, Danielle Marinho, Hosana Araújo e Paula Juliana proferiram as seguintes comunicações, respectivamente: "O imaginário romântico de Ludwig Tieck"; "Literatura visionária e Romantismo no conto O cálice"; "Teorias de Carroll e Lovecraft a partir do conto A montanha das runas"; e "Os elfos de Tieck e o conto de fadas oitocentista".  

- Seminário Belvidera 02, no dia 27 de abril de 2012, no miniauditório 02 do CAC/UFPE, intitulado "Obras menos divulgadas de Álvares de Azevedo", com as seguintes palestras: “Revisitando o Livro de Fra Gondicário” (Prof. André de Sena); “Forma e conceito românticos em O conde Lopo” (Emerson Silvestre e Dayane Rouse – graduandos Letras/UFPE); e “Os desvãos do imaginário no Poema do frade” (Pâmella da Silva Pinto – graduanda Letras/UFPE). Na ocasião, discutiu-se a analisou-se teoricamente as obras “O conde Lopo”, “O livro de Fra Gondicário” e “O poema do frade”, do escritor romântico brasileiro Álvares de Azevedo, ficando evidente a importância das mesmas para a plasmação do Romantismo autoconsciente no Brasil, embora os referidos poemas narrativos alvaresianos estejam quase que à margem das discussões teóricas. Apesar de sua importância estética e teórica (vide o prefácio de O conde Lopo, em que Álvares discute os diferentes tipos do Belo e antecipa a cisão entre ética e liberdade estética, fundamentais para a criação da literatura moderna), estes três artefatos líricos ainda aguardam apreciações críticas do século XXI. O Seminário consolidou sua importância e pioneirismo. Assim, os críticos literários Emerson Silvestre e Dayne Rouse analisaram as contribuições d'O conde Lopo na tomada de princípios do Romantismo europeu (ironia Schlegeliana) no Brasil, e Pâmella Silva, fundamentada nas teorias de Walter Benjamin, Alfredo Bosi e Victor Hugo, revelou-nos as contradições e riquezas do devaneio alvaresiano associados aos processos estilísticos de sua binomia autoconsciente. O público que prestigiou o encontro também participou das discussões e homenageou o pioneirismo de Álvares de Azevedo, jovem morto com apenas 20 anos de idade, mas uma das mais poderosas vozes da literatura brasileira.

- Seminário Belvidera 03, no dia 31 de maio de 2012, no miniauditório 02 do CAC/UFPE, intitulado "Rodada de poesia narrativa 01”. Neste terceiro seminário, fomentou-se várias reflexões acerca da poesia narrativa romântica. Na ocasião, as graduandas em Letras Cecília Carneiro Leão Ferreira e Julia Troncoso apresentaram as respectivas comunicações "Aspectos do vampirismo literário em A noiva de Corinto de Goethe" e "Elementos noturnos em Julian and Maddalo: a conversation de Shelley", seguidas de debates entre todos os participantes.

- Seminário Belvidera 04, no dia 29 de junho de 2012, no miniauditório 02 do CAC/UFPE, intitulado "Femmes fatales românticas”. Desta vez os novos críticos literários estiveram debatendo um tema caro ao universo romântico e fantástico: a personagem da femme fatale, em contos e poemas oitocentistas. Segue a lista de palestras: “Belvidera” (Prof. André de Sena); “A morta amorosa de Théophile Gautier e a femme fatale fantástica” (Pâmella Pinto – graduanda Letras/UFPE); “La belle dame sans merci: Keats e a ambiência poética da femme fatale oitocentista” (Emerson Silvestre – graduando Letras/UFPE); “O lobisomem das montanhas de Harz: femme fatale e licantropia romântica“ (Elaine Lima – graduanda Letras/UFPE); “Tipologias do horror n’A mulher alta, de Alarcón” (Manuella Mirna – graduanda Letras/UFPE).

- Seminário Belvidera 05: “Marcus Accioly e a poesia romântica”, no dia 27 de setembro de 2012. Na ocasião, o veterano poeta Marcus Accioly discorreu sobre a importância do Romantismo no contexto oitocentista europeu e brasileiro, e, num segundo instante, analisou a influência operada por esta série em sua própria obra poética, dos ciclos armoriais de Nordestinados e Guriatã, passando pelas obras líricas (com destaque ao seu recente livro de sonetos Daguerreótipos), chegando às suas grandes obras épicas contemporâneas (epopeia e poemas epilíricos -Latinomérica, Íxion, Sísifo, etc.). O encontro aconteceu na sala 43 do Centro de Artes e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, oportunidade única de ouvir in praesentia um mestre da poesia discorrer a respeito da poiesis romântica, em busca de chaves para a compreensão de sua própria e vasta obra.

- Seminário Belvidera 06: “Edgar Allan Poe na contemporaneidade”, no dia 31 de outubro de 2012. O Seminário do mês de outubro teve como tema "Edgar Allan Poe na contemporaneidade" e ocorreu no Miniauditório 01 do CAC/UFPE numa quarta-feira, dia 31 de outubro, das 18h às 20h30. Na ocasião a pesquisadora Profª Ms. Karine Rocha, que acabara de retornar de uma temporada de estudos na cidade da Filadélfia, EUA, proferiu a comunicação "Uma visita a Poe", na qual  relatou suas experiências numa das cidades em que Poe escreveu alguns de seus principais contos (e onde existe a Fundação Casa de Edgar Allan Poe, na qual o autor viveu, trabalhou e viveu vários conflitos existenciais), além das marcas do autor de "A queda da casa de Usher" na contemporaneidade norte-americana. As outras duas comunicações foram proferidas por graduandos em Letras da UFPE: Haroudo Xavier discorreu sobre os aspectos intersemióticos presentes no recente filme "O corvo" (2012), dirigido pelo australiano James McTeigue, que teve o ator John Cusack no papel principal de Edgar Allan Poe; e Jéssica Jardim analisou os elementos vanguardistas do teatro oitocentista de Poe, bem como sua teoria teatral.

- Seminário Belvidera 07, intitulado “Gêneros na Literatura”, ocorrido no dia 30 de novembro de 2012, dedicado aos estudos sobre a obra de Barbey d’Aurevilly, caducidade e epistemologia dos gêneros, com pesquisadores Professores Doutores especialmente convidados. A programação completa:

GÊNEROS NA LITERATURA
30 de novembro de 2012
CAC – Térreo – Mini II

ORGANIZAÇÃO:
NIG – Núcleo de Investigações sobre gêneros textuais
Belvidera - Núcleo de Estudos Oitocentistas

13:30: credenciamento
14:00: Abertura com
- entrega dos brinquedos (inscrição) a Odailta Alves da Silva para o Natal Solidário das Crianças de Santo Amaro
- lançamentos de livros:
“Em nome do ócio e da amizade. Retórica e moral na carta em versos em língua portuguesa no século XVI”, de Saulo Neiva (Université Blaise Pascal de Clermont-Ferrand, Auvergne, França), publicado pela Edusp, 2012.
“Literatura fantástica e afins”, André de Sena (org.), publicado pela EDUFPE, 2012.
“Entre uma história e outra, dos encontros, dois amigos”, de Adriana Rosa e J. Batista, publicado pela Construir, 2012.

14:15 às 15:00
Palestra:
L’hybridation prose / poésie ou comment interroger le roman : le cas de Une histoire sans nom de J. Barbey d’Aurevilly (1882)
Palestrante convidada: Dra. Pascale Jonchière née Auraix (Université Blaise-Pascal - Clermont II)
Tradução: Dr. Saulo Neiva (Université Blaise-Pascal - Clermont II)
Coordenação: Dr. Anco Márcio Tenório Vieira (Universidade Federal de Pernambuco)

15:00 às 15:45
Palestra:
Gêneros: caducidade e reabilitação
Palestrante convidado: Dr. Saulo Neiva (Université Blaise-Pascal - Clermont II)
Coordenação: Dr. Anco Márcio Tenório Vieira (Universidade Federal de Pernambuco)
15:45 às 16:00

INTERVALO

16:00 às 17:00
Palestra:
Os gêneros, suas epistemologias, suas hermenêuticas
Palestrante convidado: Dr. Anco Márcio Tenório Vieira (Universidade Federal de Pernambuco)
Coordenação: Dr. André de Sena Wanderley (Universidade Federal de Pernambuco)
17:00
Encerramento


- Seminário Belvidera 08, no dia 12 de julho de 2013, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, intitulado "Literatura fantástica e orientalismo”, com as seguintes palestras: “É assim, ou não? – advento do jornalismo, verdade e ficção em ‘A milésima segunda história de Sherazade’, de Edgar Allan Poe” (Jéssica Cristina dos Santos Jardim - Graduanda Letras - UFPE); “A literatura e a arqueologia do saber de Michel Foucault: - A constituição discursiva n’As Bruxas de Fagundes Varela” (Priscilla de Moraes Batista / Rafaela Queiroz - Graduandas Letras - UFPE); “Uma apreciação de Íblis, de Heloísa Seixas” (Julia Troncoso - Graduanda Letras - UFPE); e “Do Orientalismo ao Romantismo de Heidelberg a partir de ‘Melück’, de Achim von Arnim” (Manuella Mirna Eneás de Nazaré - Graduanda Letras - UFPE).

- Seminário Belvidera 09, no dia 30 de agosto de 2013, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, intitulado "Literatura imaginativa brasileira”, com as seguintes palestras: "O Alegórico e o Mimético nas Academias de Sião" (proferida por Anderson de Barros Calé e João Carlos Meira Barreto Campello – graduandos em Letras/UFPE) e “Elementos fantásticos no conto ‘A menina de lá’, de Guimarães Rosa” (proferida por Maésia Cândido Lima (graduanda em Letras/UFPE).

- Seminário Belvidera 10, no dia 27 de setembro de 2013, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, intitulado “Assombrações do Recife Velho: Gilberto Freyre e o fantástico em Pernambuco”, que contou com as seguintes comunicações: “Gilberto Freyre e a estética do horror pernambucano” (convidado especial Roberto Beltrão, jornalista e escritor) e “O Recife de ontem” (convidado especial Wilmar de Medeiros, escritor decano do Recife).

- Seminário Belvidera 11, no dia 14 de novembro de 2013, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, intitulado “Realismo maravilhoso e literatura de cordel”, que contou com as seguintes comunicações: “Irlemar Chiampi e o Realismo maravilhoso” (Letícia Santos - graduanda em Letras/UFPE); “Elementos fantásticos e conto de fadas em cordeis de Vanildo de Brito” (Cecília Ferreira - graduanda em Letras/UFPE); e “Presença do mítico e sobrenatural em um cordel de Hamurábi Batista” (Alberon Lopes - graduando em Letras/UFPE). O Seminário também contou com a presença dos cordelistas pernambucanos Davi Ferreira e Meca Moreno, que falaram sobre sua arte e as modalizações sobrenaturais dos cordeis nordestinos.

- Seminário Belvidera 12, no dia 29 de novembro de 2013, intitulado “Revisitando Gilberto Freyre e As assombrações do Recife Velho”. O evento ocorreu na Fundação Gilberto Freyre, no bairro de Apipucos e contou com a participação dos membros do Belvidera – Núcleo de Estudos Oitocentistas, com uma palestra da estudiosa da obra freyriana Renata Cavalcante. Após a visita à antiga casa do mestre de Apipucos, os membros do Belvidera, numa Van cedida pela UFPE, se dirigiram até o monumento náutico do século XVII conhecido como Cruz do Patrão, localizado no bairro do Recife Antigo (região do cais). Neste lugar, o jornalista, escritor e especialista da obra freyriana, Roberto Beltrão, proferiu uma palestra sobre a história da Cruz do Patrão, que serviu de cenário a algumas histórias do livro de Gilberto Freyre Assombrações do Recife Velho e, também, ao livro oitocentista O esqueleto – crônica fantástica de Olinda, de Carneiro Vilela, o fundador da Academia Pernambucana de Letras.

- Seminário Belvidera 13, no dia 31 de janeiro de 2014, intitulado “Guy de Maupassant”, no miniauditório 01 do CAC. O seminário contou com as palestras dos discentes em Letras (UFPE) e membros do Belvidera, Ana Clara da Costa Carvalho Fernandes, Leandro Barbosa Ferreira & Maria Larissa Lais Ferreira, sobre a obra do escritor francês Guy de Maupassant, com destaque aos contos “Carta de um louco” e “O lobo”. Em seguida, houve debate entre os presentes.

- Seminário Belvidera 14, intitulado “Literatura fantástica e alegoria”, ocorrido no dia 27/02/2014, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, das 18 às 21h. Na ocasião, o convidado especial, Prof. Dr. João Batista Pereira (UFCE/UNILAB-CE) proferiu a palestra homônima "Literatura fantástica e alegoria", em que discutiu a teoria do crítico búlgaro Tzevetan Todorov problematizando-a a partir dos conceitos ligados à alegoria de outro teórico, Walter Benjamin. Na ocasião, também foi lançado o livro "Literatura fantástica e orientalismo" (Ed. UFPE, 2013), organizado por André de Sena e o livro "Comédia de Enganos" (Ed. Penalux), obra de estreia do jovem escritor recifense Mario Filipe Cavalcanti. Após a palestra, seguiu-se um debate com o público presente.

- Seminário Belvidera 15, intitulado “Nuances de Machado de Assis”, ocorrido no dia 16/04/2014, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, das 18 às 21h. Na ocasião, os discentes do curso de Letras (UFPE) e pesquisadores do Núcelo Belvidera, Julio Ferreira de Souza Neto & Rodrigo Fagner Araújo dos Santos, apresentaram leituras teóricas referentes aos contos machadianos “O anjo das donzelas”, “O país das quimeras”, “Ideias de canário” e “Mariana”. O Prof. Dr. Anco Márcio Tenório Vieira (Letras/UFPE) também foi convidado a participar da mesa de palestras e teceu considerações a respeito das comunicações dos discentes, também ofertando aos presentes consideráveis apontamentos referentes à obra e a crítica machadianas do período oitocentista à contemporaneidade.

- Seminário Belvidera 16, intitulado “A potencialização do gesto no teatro de Martins Pena”, ocorrido no dia 27/03/2015, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, das 19 às 21h30. Na ocasião, o Prof. Dr. Frederico Silva, especialista no teatro oitocentista de Martins Pena, analisou os aspectos estruturais e temáticos da peça “Os dois ou o inglês maquinista”, bem como o imaginário cômico e crítico que norteava esta e outras peças do romantismo brasileiro, frente à forma do drama tradicional europeizante. O estudioso discutiu vários pontos relevantes relativos ao teatro brasileiro no século XIX, a exemplo das didáscalias (indicações cênicas), maquinaria, a potencialização do gesto e o papel eminentemente crítico do teatro de Pena, revelado por sua natureza quase épica (a história em vários níveis por meio das indicações). Para enriquecer o encontro, também foi proposto e disponibilizado aos pesquisadores do Núcleo Belvidera, além da peça de Martins Pena, o texto teórico da estudiosa Iná Costa, intitulado “A comédia desclassificada de martins pena”, que norteou o debate que se seguiu e envolveu todos os presentes.

- Seminário Belvidera 17, intitulado “O insólito nas narrativas de quadrinhos”, ocorrido no dia 29/04/2015, no miniauditório 02 do CAC/UFPE, das 18h30 às 21h30. O Seminário foi aberto com uma palestra do Prof. Dr. Cláudio Clécio Vidal Eufrasino, a qual explorou os aspectos semióticos das narrativas dos quadrinhos, em especial, os referentes às ambientações e texturas oníricas, insólitas, focando, em termos teóricos, os dois capítulos introdutórios de sua tese de doutorado, recém defendida no Programa de Pós-graduação em Letras da UFPE (sobre o universo da linguagem dos quadrinho). Posteriormente, o escritor e roteirista André Balaio fez um périplo histórico a respeito do surgimento dos quadrinhos fantásticos e de horror nos Estados Unidos, Europa e Brasil, apontando as principais características e contribuições dos principais, pondo em evidência o longo processo de maturação artística e intersemiótica até chegar aos quadrinhos da contemporaneidade. Por último, o desenhista e quadrinista profissional Luciano Félix, artista reconhecido na área em todo o país, nos brindou com um depoimento pessoal a respeito do trabalho como artista gráfico, designer e desenhista, ressaltando as técnicas que utiliza para criar efeitos fantásticos e de horror. Ao final, houve debate com o público presente e lançamento de livros dos palestrantes.

- Seminário Belvidera 18, intitulado “A recepção da literatura brasileira em Portugal no século XIX”, ocorrido no dia 03 de julho de 2015 no Miniauditório 01 do CAC/UFPE. Na ocasião, o palestrante da noite, Prof. Dr. Eduardo França, revelou ao público presente os meandros de sua pesquisa de doutorado (PPGL/UFPE), realizada também na cidade de Coimbra, referente aos olhares portugueses sobre a literatura brasileira oitocentista a partir das revistas literárias que circulavam em Lisboa, Coimbra e outras cidades no período oitocentista (as principais e, também, as epígonas). Muitos fatos novos foram divulgados, em relação aos contatos e intertextos literários, bem como ao campo literário propriamente dito (a estrutura social ligada ao fazer cultural).

- Seminário Belvidera 19, intitulado “O grotesco nas artes e na literatura”, ocorrido no dia 25 de setembro de 2015, no Miniauditório 01 do CAC/UFPE. Na ocasião, o pesquisador e Mestrando em Letras (PPGL/UFPE) Roberto Leite, discutiu as principais linhas teóricas do grotesco nas artes e, especialmente, na crítica literária, com o intuito de incentivar as pesquisas dos discentes em Letras da UFPE e membros do Núcleo Belvidera que estavam sendo desenvolvidas tendo-se como foco sua apresentação durante o 5º Congresso de Literatura Fantástica de Pernambuco (9 a 11 de dezembro de 2015), com o tema “Grotescos”. O Prof. França é especialista na obra do escritor e dramaturgo Hermilo Borba Filho e também apresentou estudos ligados ao grotesco na obra de Hermilo, seguindo-se um debate em que os alunos puderam tirar dúvidas a respeito da teoria geral do grotesco e as relações deste com o modo/gênero fantástico.

- Seminário Belvidera 20, intitulado “O fantástico espanhol de Gustavo Adolfo Bécquer”, ocorrido no dia 20 de novembro de 2015, no Miniauditório 02 do CAC/UFPE. Na ocasião, o Prof. Dr. Juan Pablo Martín, convidado do núcleo Belvidera, discorreu sobre a vida e a obra do escritor romântico espanhol G. A. Bécquer, revelando as características específicas de suas criações imaginativas, sua confluência com a música e outras artes e ciências (arquitetura, história, cinema e quadrinhos – o prof. Pablo apresentou adaptações dos contos fantásticos de Bécquer para estes gêneros/suportes). Também foram analisados teoricamente os contos “La ajorca de oro”, “El monte de las ánimas”, “El rayo de luna” e “El miserere”, disponibilizados anteriormente aos pesquisadores do Belvidera. Ao término da palestra, houve um debate entre os presentes acerca das características românticas e fantásticas dos contos becquerianos e o Prof. Pablo respondeu a várias indagações do público.

- Seminário Belvidera 21, intitulado “Literatura de horror feminina no período vitoriano inglês”, ocorrido no dia 30 de junho de 2015, no Miniauditório 01 do CAC/UFPE. Na ocasião, após uma apresentação teórica do Prof. Dr. André de Sena, os discentes do curso de Letras Raísa Feitosa (UFPE) e Lucas Ferreira (UFPE) apresentaram suas análises críticas referentes aos cinco contos de escritoras inglesas do período vitoriano previamente disponibilizado (um mês de antecedência) aos pesquisadores do grupo e demais convidados, seguidas de debate com o público. Os contos foram estes: "Napoleão e o espectro", de Charlotte Brontë; "A história da velha Babá", de Elizabeth Gaskell; "A casa velha da Alameda Vauxhall", de Charlotte Riddell; "A porta aberta", de Margaret Oliphant; e "A Villa Lucienne", de Ella D'Arcy. A partir das exposições teóricas e do debate entre os presentes, observou-se as características da literatura de horror vitoriana e – especialmente – aquelas que a demarcam da literatura gótica inglesa setecentista. As discussões sobre Charlotte Brontë, Elizabeth Gaskell, Charlotte Riddell, Margaret Oliphant e Ella D'Arcy fomentaram muitas reflexões a respeito dos personagens literários vitorianos, a polissemia do fantástico/horror imbricada aos temas sociais de interesse da época, a questão do moralismo e da arte e muitos outros temas e reflexões. O Seminário foi iniciado pontualmente às 18h40 e foi finalizado já próximo das 22h. 

- Seminário Belvidera 22, intitulado “Literatura fantástica e poesia: uma junção possível?”, ocorrido no dia 09 de setembro de 2016, com a palestrante Iaranda Ferreira Barbosa (Doutoranda - PPGL/UFPE), que discorreu sobre a possibilidade de o modo/gênero fantástico também existir no gênero poesia (lírica e/ou narrativa).

- Seminário Belvidera 23, intitulado “A nova literatura imaginativa pernambucana”, ocorrido no dia 30 de setembro de 2016, no Miniauditório 01 do CAC/UFPE, com os palestrantes João Paulo Parísio, Rômulo César Melo, André Balaio, Roberto Beltrão, Frederico Toscano e André de Sena. Na ocasião, discutiu-se a nova produção de literatura fantástica em Pernambuco, na presença de alguns de seus principais autores. O público leu um conto de cada autor com antecedência, disponibilizados via email e cópia xerografada e participou amplamente das discussões teóricas sobre a nova literatura imaginativa pernambucana.


- Seminário Belvidera 24, intitulado “Carneiro Vilela e a dramaturgia oitocentista pernambucana na peça ‘A Bertoleza’”, ocorrido no dia 25 de novembro de 2016, no auditório da Academia Pernambucana de Letras, com a palestra homônima da Prof.ª Ms. Jéssica Cristina Jardim. Por conta das manifestações políticas que paralisaram as atividades no Centro de Artes e Comunicação da UFPE, solicitamos o apoio da APL e a instituição gentilmente nos cedeu seu auditório para a realização do seminário (como se sabe, a APL foi fundada, entre outros, por Carneiro Vilela, em 1901). Neste evento, a professora Jéssica Jardim revelou ao público suas atuais pesquisas (inéditas) sobre a dramaturgia romântica e pós-romântica de Carneiro Vilela, a partir de meticulosas análises em arquivos antigos do Recife. Nesse dia, a peça que foi destacada da produção geral dramatúrgica de C. Vilela foi a peça “A Bertoleza”, um interessante trabalho que revelou importantes marcas pré-modernistas. Juntamente ao público que se fez presente no auditório da APL, a Prof.ª Jéssica revelou a marginalidade do teatro pernambucano no contexto nacional, embora precursora de ousadias e experimentações que só ocorreriam décadas mais tarde, ressaltando a importância da redescoberta dos textos dramáticos de Vilela. Ao término da palestra, houve um dinâmico debate entre o público.  

- Seminário Belvidera 25, intitulado “Poesia simbolista em Pernambuco”, ocorrido no dia 07 de junho de 2017, no Miniauditório 02 do CAC/UFPE, com a palestra homônima do Prof. Dr. Fábio Andrade (Letras/UFPE) a respeito de seus estudos e pesquisas referentes ao movimento simbolista no Estado de Pernambuco. Na ocasião, também divulgou os resultados dessas pesquisas, através do livro recém-lançado intitulado “O fauno nos trópicos”.

- Seminário Belvidera 26, com a palestra intitulada “Afogar no pântano de si mesmo: escrita e pensamento em Felisberto Hernández”, pela Prof.ª Dr.ª Imara Bemfica Mineiro (Letras/UFPE), que revelou ao público presente seus estudos sobre o escritor uruguaio Felisberto Hernández, e lançamento do livro “Literatura fantástica e grotesco” (Edufpe, 330 págs.), com organização do Prof. Dr. André de Sena. O Seminário ocorreu no dia 25 de agosto de 2017, no auditório da Editora da Universidade Federal de Pernambuco (Edufpe).