14.12.16

Relação completa Seminários Belvidera

- Primeiro Seminário Belvidera, ocorrido no dia 28 de março de 2012, no miniauditório 02 do CAC/UFPE. Intitulado “Contos de Ludwig Tieck”, o seminário analisou a ficcionalidade tieckiana em seus imbricamentos com às estéticas do horror, do devaneio romântico, do conto de fadas oitocentista e outras modalidades presentes nos contos pioneiros deste escritor alemão. Na ocasião, os críticos literários André de Sena, Danielle Marinho, Hosana Araújo e Paula Juliana proferiram as seguintes comunicações, respectivamente: "O imaginário romântico de Ludwig Tieck"; "Literatura visionária e Romantismo no conto O cálice"; "Teorias de Carroll e Lovecraft a partir do conto A montanha das runas"; e "Os elfos de Tieck e o conto de fadas oitocentista".  

- Seminário Belvidera 02, no dia 27 de abril de 2012, no miniauditório 02 do CAC/UFPE, intitulado "Obras menos divulgadas de Álvares de Azevedo", com as seguintes palestras: “Revisitando o Livro de Fra Gondicário” (Prof. André de Sena); “Forma e conceito românticos em O conde Lopo” (Emerson Silvestre e Dayane Rouse – graduandos Letras/UFPE); e “Os desvãos do imaginário no Poema do frade” (Pâmella da Silva Pinto – graduanda Letras/UFPE). Na ocasião, discutiu-se a analisou-se teoricamente as obras “O conde Lopo”, “O livro de Fra Gondicário” e “O poema do frade”, do escritor romântico brasileiro Álvares de Azevedo, ficando evidente a importância das mesmas para a plasmação do Romantismo autoconsciente no Brasil, embora os referidos poemas narrativos alvaresianos estejam quase que à margem das discussões teóricas. Apesar de sua importância estética e teórica (vide o prefácio de O conde Lopo, em que Álvares discute os diferentes tipos do Belo e antecipa a cisão entre ética e liberdade estética, fundamentais para a criação da literatura moderna), estes três artefatos líricos ainda aguardam apreciações críticas do século XXI. O Seminário consolidou sua importância e pioneirismo. Assim, os críticos literários Emerson Silvestre e Dayne Rouse analisaram as contribuições d'O conde Lopo na tomada de princípios do Romantismo europeu (ironia Schlegeliana) no Brasil, e Pâmella Silva, fundamentada nas teorias de Walter Benjamin, Alfredo Bosi e Victor Hugo, revelou-nos as contradições e riquezas do devaneio alvaresiano associados aos processos estilísticos de sua binomia autoconsciente. O público que prestigiou o encontro também participou das discussões e homenageou o pioneirismo de Álvares de Azevedo, jovem morto com apenas 20 anos de idade, mas uma das mais poderosas vozes da literatura brasileira.

- Seminário Belvidera 03, no dia 31 de maio de 2012, no miniauditório 02 do CAC/UFPE, intitulado "Rodada de poesia narrativa 01”. Neste terceiro seminário, fomentou-se várias reflexões acerca da poesia narrativa romântica. Na ocasião, as graduandas em Letras Cecília Carneiro Leão Ferreira e Julia Troncoso apresentaram as respectivas comunicações "Aspectos do vampirismo literário em A noiva de Corinto de Goethe" e "Elementos noturnos em Julian and Maddalo: a conversation de Shelley", seguidas de debates entre todos os participantes.

- Seminário Belvidera 04, no dia 29 de junho de 2012, no miniauditório 02 do CAC/UFPE, intitulado "Femmes fatales românticas”. Desta vez os novos críticos literários estiveram debatendo um tema caro ao universo romântico e fantástico: a personagem da femme fatale, em contos e poemas oitocentistas. Segue a lista de palestras: “Belvidera” (Prof. André de Sena); “A morta amorosa de Théophile Gautier e a femme fatale fantástica” (Pâmella Pinto – graduanda Letras/UFPE); “La belle dame sans merci: Keats e a ambiência poética da femme fatale oitocentista” (Emerson Silvestre – graduando Letras/UFPE); “O lobisomem das montanhas de Harz: femme fatale e licantropia romântica“ (Elaine Lima – graduanda Letras/UFPE); “Tipologias do horror n’A mulher alta, de Alarcón” (Manuella Mirna – graduanda Letras/UFPE).

- Seminário Belvidera 05: “Marcus Accioly e a poesia romântica”, no dia 27 de setembro de 2012. Na ocasião, o veterano poeta Marcus Accioly discorreu sobre a importância do Romantismo no contexto oitocentista europeu e brasileiro, e, num segundo instante, analisou a influência operada por esta série em sua própria obra poética, dos ciclos armoriais de Nordestinados e Guriatã, passando pelas obras líricas (com destaque ao seu recente livro de sonetos Daguerreótipos), chegando às suas grandes obras épicas contemporâneas (epopeia e poemas epilíricos -Latinomérica, Íxion, Sísifo, etc.). O encontro aconteceu na sala 43 do Centro de Artes e Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco, oportunidade única de ouvir in praesentia um mestre da poesia discorrer a respeito da poiesis romântica, em busca de chaves para a compreensão de sua própria e vasta obra.

- Seminário Belvidera 06: “Edgar Allan Poe na contemporaneidade”, no dia 31 de outubro de 2012. O Seminário do mês de outubro teve como tema "Edgar Allan Poe na contemporaneidade" e ocorreu no Miniauditório 01 do CAC/UFPE numa quarta-feira, dia 31 de outubro, das 18h às 20h30. Na ocasião a pesquisadora Profª Ms. Karine Rocha, que acabara de retornar de uma temporada de estudos na cidade da Filadélfia, EUA, proferiu a comunicação "Uma visita a Poe", na qual  relatou suas experiências numa das cidades em que Poe escreveu alguns de seus principais contos (e onde existe a Fundação Casa de Edgar Allan Poe, na qual o autor viveu, trabalhou e viveu vários conflitos existenciais), além das marcas do autor de "A queda da casa de Usher" na contemporaneidade norte-americana. As outras duas comunicações foram proferidas por graduandos em Letras da UFPE: Haroudo Xavier discorreu sobre os aspectos intersemióticos presentes no recente filme "O corvo" (2012), dirigido pelo australiano James McTeigue, que teve o ator John Cusack no papel principal de Edgar Allan Poe; e Jéssica Jardim analisou os elementos vanguardistas do teatro oitocentista de Poe, bem como sua teoria teatral.

- Seminário Belvidera 07, intitulado “Gêneros na Literatura”, ocorrido no dia 30 de novembro de 2012, dedicado aos estudos sobre a obra de Barbey d’Aurevilly, caducidade e epistemologia dos gêneros, com pesquisadores Professores Doutores especialmente convidados. A programação completa:

GÊNEROS NA LITERATURA
30 de novembro de 2012
CAC – Térreo – Mini II

ORGANIZAÇÃO:
NIG – Núcleo de Investigações sobre gêneros textuais
Belvidera - Núcleo de Estudos Oitocentistas

13:30: credenciamento
14:00: Abertura com
- entrega dos brinquedos (inscrição) a Odailta Alves da Silva para o Natal Solidário das Crianças de Santo Amaro
- lançamentos de livros:
“Em nome do ócio e da amizade. Retórica e moral na carta em versos em língua portuguesa no século XVI”, de Saulo Neiva (Université Blaise Pascal de Clermont-Ferrand, Auvergne, França), publicado pela Edusp, 2012.
“Literatura fantástica e afins”, André de Sena (org.), publicado pela EDUFPE, 2012.
“Entre uma história e outra, dos encontros, dois amigos”, de Adriana Rosa e J. Batista, publicado pela Construir, 2012.

14:15 às 15:00
Palestra:
L’hybridation prose / poésie ou comment interroger le roman : le cas de Une histoire sans nom de J. Barbey d’Aurevilly (1882)
Palestrante convidada: Dra. Pascale Jonchière née Auraix (Université Blaise-Pascal - Clermont II)
Tradução: Dr. Saulo Neiva (Université Blaise-Pascal - Clermont II)
Coordenação: Dr. Anco Márcio Tenório Vieira (Universidade Federal de Pernambuco)

15:00 às 15:45
Palestra:
Gêneros: caducidade e reabilitação
Palestrante convidado: Dr. Saulo Neiva (Université Blaise-Pascal - Clermont II)
Coordenação: Dr. Anco Márcio Tenório Vieira (Universidade Federal de Pernambuco)
15:45 às 16:00

INTERVALO

16:00 às 17:00
Palestra:
Os gêneros, suas epistemologias, suas hermenêuticas
Palestrante convidado: Dr. Anco Márcio Tenório Vieira (Universidade Federal de Pernambuco)
Coordenação: Dr. André de Sena Wanderley (Universidade Federal de Pernambuco)
17:00
Encerramento


- Seminário Belvidera 08, no dia 12 de julho de 2013, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, intitulado "Literatura fantástica e orientalismo”, com as seguintes palestras: “É assim, ou não? – advento do jornalismo, verdade e ficção em ‘A milésima segunda história de Sherazade’, de Edgar Allan Poe” (Jéssica Cristina dos Santos Jardim - Graduanda Letras - UFPE); “A literatura e a arqueologia do saber de Michel Foucault: - A constituição discursiva n’As Bruxas de Fagundes Varela” (Priscilla de Moraes Batista / Rafaela Queiroz - Graduandas Letras - UFPE); “Uma apreciação de Íblis, de Heloísa Seixas” (Julia Troncoso - Graduanda Letras - UFPE); e “Do Orientalismo ao Romantismo de Heidelberg a partir de ‘Melück’, de Achim von Arnim” (Manuella Mirna Eneás de Nazaré - Graduanda Letras - UFPE).

- Seminário Belvidera 09, no dia 30 de agosto de 2013, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, intitulado "Literatura imaginativa brasileira”, com as seguintes palestras: "O Alegórico e o Mimético nas Academias de Sião" (proferida por Anderson de Barros Calé e João Carlos Meira Barreto Campello – graduandos em Letras/UFPE) e “Elementos fantásticos no conto ‘A menina de lá’, de Guimarães Rosa” (proferida por Maésia Cândido Lima (graduanda em Letras/UFPE).

- Seminário Belvidera 10, no dia 27 de setembro de 2013, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, intitulado “Assombrações do Recife Velho: Gilberto Freyre e o fantástico em Pernambuco”, que contou com as seguintes comunicações: “Gilberto Freyre e a estética do horror pernambucano” (convidado especial Roberto Beltrão, jornalista e escritor) e “O Recife de ontem” (convidado especial Wilmar de Medeiros, escritor decano do Recife).

- Seminário Belvidera 11, no dia 14 de novembro de 2013, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, intitulado “Realismo maravilhoso e literatura de cordel”, que contou com as seguintes comunicações: “Irlemar Chiampi e o Realismo maravilhoso” (Letícia Santos - graduanda em Letras/UFPE); “Elementos fantásticos e conto de fadas em cordeis de Vanildo de Brito” (Cecília Ferreira - graduanda em Letras/UFPE); e “Presença do mítico e sobrenatural em um cordel de Hamurábi Batista” (Alberon Lopes - graduando em Letras/UFPE). O Seminário também contou com a presença dos cordelistas pernambucanos Davi Ferreira e Meca Moreno, que falaram sobre sua arte e as modalizações sobrenaturais dos cordeis nordestinos.

- Seminário Belvidera 12, no dia 29 de novembro de 2013, intitulado “Revisitando Gilberto Freyre e As assombrações do Recife Velho”. O evento ocorreu na Fundação Gilberto Freyre, no bairro de Apipucos e contou com a participação dos membros do Belvidera – Núcleo de Estudos Oitocentistas, com uma palestra da estudiosa da obra freyriana Renata Cavalcante. Após a visita à antiga casa do mestre de Apipucos, os membros do Belvidera, numa Van cedida pela UFPE, se dirigiram até o monumento náutico do século XVII conhecido como Cruz do Patrão, localizado no bairro do Recife Antigo (região do cais). Neste lugar, o jornalista, escritor e especialista da obra freyriana, Roberto Beltrão, proferiu uma palestra sobre a história da Cruz do Patrão, que serviu de cenário a algumas histórias do livro de Gilberto Freyre Assombrações do Recife Velho e, também, ao livro oitocentista O esqueleto – crônica fantástica de Olinda, de Carneiro Vilela, o fundador da Academia Pernambucana de Letras.

- Seminário Belvidera 13, no dia 31 de janeiro de 2014, intitulado “Guy de Maupassant”, no miniauditório 01 do CAC. O seminário contou com as palestras dos discentes em Letras (UFPE) e membros do Belvidera, Ana Clara da Costa Carvalho Fernandes, Leandro Barbosa Ferreira & Maria Larissa Lais Ferreira, sobre a obra do escritor francês Guy de Maupassant, com destaque aos contos “Carta de um louco” e “O lobo”. Em seguida, houve debate entre os presentes.

- Seminário Belvidera 14, intitulado “Literatura fantástica e alegoria”, ocorrido no dia 27/02/2014, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, das 18 às 21h. Na ocasião, o convidado especial, Prof. Dr. João Batista Pereira (UFCE/UNILAB-CE) proferiu a palestra homônima "Literatura fantástica e alegoria", em que discutiu a teoria do crítico búlgaro Tzevetan Todorov problematizando-a a partir dos conceitos ligados à alegoria de outro teórico, Walter Benjamin. Na ocasião, também foi lançado o livro "Literatura fantástica e orientalismo" (Ed. UFPE, 2013), organizado por André de Sena e o livro "Comédia de Enganos" (Ed. Penalux), obra de estreia do jovem escritor recifense Mario Filipe Cavalcanti. Após a palestra, seguiu-se um debate com o público presente.

- Seminário Belvidera 15, intitulado “Nuances de Machado de Assis”, ocorrido no dia 16/04/2014, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, das 18 às 21h. Na ocasião, os discentes do curso de Letras (UFPE) e pesquisadores do Núcelo Belvidera, Julio Ferreira de Souza Neto & Rodrigo Fagner Araújo dos Santos, apresentaram leituras teóricas referentes aos contos machadianos “O anjo das donzelas”, “O país das quimeras”, “Ideias de canário” e “Mariana”. O Prof. Dr. Anco Márcio Tenório Vieira (Letras/UFPE) também foi convidado a participar da mesa de palestras e teceu considerações a respeito das comunicações dos discentes, também ofertando aos presentes consideráveis apontamentos referentes à obra e a crítica machadianas do período oitocentista à contemporaneidade.

- Seminário Belvidera 16, intitulado “A potencialização do gesto no teatro de Martins Pena”, ocorrido no dia 27/03/2015, no miniauditório 01 do CAC/UFPE, das 19 às 21h30. Na ocasião, o Prof. Dr. Frederico Silva, especialista no teatro oitocentista de Martins Pena, analisou os aspectos estruturais e temáticos da peça “Os dois ou o inglês maquinista”, bem como o imaginário cômico e crítico que norteava esta e outras peças do romantismo brasileiro, frente à forma do drama tradicional europeizante. O estudioso discutiu vários pontos relevantes relativos ao teatro brasileiro no século XIX, a exemplo das didáscalias (indicações cênicas), maquinaria, a potencialização do gesto e o papel eminentemente crítico do teatro de Pena, revelado por sua natureza quase épica (a história em vários níveis por meio das indicações). Para enriquecer o encontro, também foi proposto e disponibilizado aos pesquisadores do Núcleo Belvidera, além da peça de Martins Pena, o texto teórico da estudiosa Iná Costa, intitulado “A comédia desclassificada de martins pena”, que norteou o debate que se seguiu e envolveu todos os presentes.

- Seminário Belvidera 17, intitulado “O insólito nas narrativas de quadrinhos”, ocorrido no dia 29/04/2015, no miniauditório 02 do CAC/UFPE, das 18h30 às 21h30. O Seminário foi aberto com uma palestra do Prof. Dr. Cláudio Clécio Vidal Eufrasino, a qual explorou os aspectos semióticos das narrativas dos quadrinhos, em especial, os referentes às ambientações e texturas oníricas, insólitas, focando, em termos teóricos, os dois capítulos introdutórios de sua tese de doutorado, recém defendida no Programa de Pós-graduação em Letras da UFPE (sobre o universo da linguagem dos quadrinho). Posteriormente, o escritor e roteirista André Balaio fez um périplo histórico a respeito do surgimento dos quadrinhos fantásticos e de horror nos Estados Unidos, Europa e Brasil, apontando as principais características e contribuições dos principais, pondo em evidência o longo processo de maturação artística e intersemiótica até chegar aos quadrinhos da contemporaneidade. Por último, o desenhista e quadrinista profissional Luciano Félix, artista reconhecido na área em todo o país, nos brindou com um depoimento pessoal a respeito do trabalho como artista gráfico, designer e desenhista, ressaltando as técnicas que utiliza para criar efeitos fantásticos e de horror. Ao final, houve debate com o público presente e lançamento de livros dos palestrantes.

- Seminário Belvidera 18, intitulado “A recepção da literatura brasileira em Portugal no século XIX”, ocorrido no dia 03 de julho de 2015 no Miniauditório 01 do CAC/UFPE. Na ocasião, o palestrante da noite, Prof. Dr. Eduardo França, revelou ao público presente os meandros de sua pesquisa de doutorado (PPGL/UFPE), realizada também na cidade de Coimbra, referente aos olhares portugueses sobre a literatura brasileira oitocentista a partir das revistas literárias que circulavam em Lisboa, Coimbra e outras cidades no período oitocentista (as principais e, também, as epígonas). Muitos fatos novos foram divulgados, em relação aos contatos e intertextos literários, bem como ao campo literário propriamente dito (a estrutura social ligada ao fazer cultural).

- Seminário Belvidera 19, intitulado “O grotesco nas artes e na literatura”, ocorrido no dia 25 de setembro de 2015, no Miniauditório 01 do CAC/UFPE. Na ocasião, o pesquisador e Mestrando em Letras (PPGL/UFPE) Roberto Leite, discutiu as principais linhas teóricas do grotesco nas artes e, especialmente, na crítica literária, com o intuito de incentivar as pesquisas dos discentes em Letras da UFPE e membros do Núcleo Belvidera que estavam sendo desenvolvidas tendo-se como foco sua apresentação durante o 5º Congresso de Literatura Fantástica de Pernambuco (9 a 11 de dezembro de 2015), com o tema “Grotescos”. O Prof. França é especialista na obra do escritor e dramaturgo Hermilo Borba Filho e também apresentou estudos ligados ao grotesco na obra de Hermilo, seguindo-se um debate em que os alunos puderam tirar dúvidas a respeito da teoria geral do grotesco e as relações deste com o modo/gênero fantástico.

- Seminário Belvidera 20, intitulado “O fantástico espanhol de Gustavo Adolfo Bécquer”, ocorrido no dia 20 de novembro de 2015, no Miniauditório 02 do CAC/UFPE. Na ocasião, o Prof. Dr. Juan Pablo Martín, convidado do núcleo Belvidera, discorreu sobre a vida e a obra do escritor romântico espanhol G. A. Bécquer, revelando as características específicas de suas criações imaginativas, sua confluência com a música e outras artes e ciências (arquitetura, história, cinema e quadrinhos – o prof. Pablo apresentou adaptações dos contos fantásticos de Bécquer para estes gêneros/suportes). Também foram analisados teoricamente os contos “La ajorca de oro”, “El monte de las ánimas”, “El rayo de luna” e “El miserere”, disponibilizados anteriormente aos pesquisadores do Belvidera. Ao término da palestra, houve um debate entre os presentes acerca das características românticas e fantásticas dos contos becquerianos e o Prof. Pablo respondeu a várias indagações do público.

- Seminário Belvidera 21, intitulado “Literatura de horror feminina no período vitoriano inglês”, ocorrido no dia 30 de junho de 2015, no Miniauditório 01 do CAC/UFPE. Na ocasião, após uma apresentação teórica do Prof. Dr. André de Sena, os discentes do curso de Letras Raísa Feitosa (UFPE) e Lucas Ferreira (UFPE) apresentaram suas análises críticas referentes aos cinco contos de escritoras inglesas do período vitoriano previamente disponibilizado (um mês de antecedência) aos pesquisadores do grupo e demais convidados, seguidas de debate com o público. Os contos foram estes: "Napoleão e o espectro", de Charlotte Brontë; "A história da velha Babá", de Elizabeth Gaskell; "A casa velha da Alameda Vauxhall", de Charlotte Riddell; "A porta aberta", de Margaret Oliphant; e "A Villa Lucienne", de Ella D'Arcy. A partir das exposições teóricas e do debate entre os presentes, observou-se as características da literatura de horror vitoriana e – especialmente – aquelas que a demarcam da literatura gótica inglesa setecentista. As discussões sobre Charlotte Brontë, Elizabeth Gaskell, Charlotte Riddell, Margaret Oliphant e Ella D'Arcy fomentaram muitas reflexões a respeito dos personagens literários vitorianos, a polissemia do fantástico/horror imbricada aos temas sociais de interesse da época, a questão do moralismo e da arte e muitos outros temas e reflexões. O Seminário foi iniciado pontualmente às 18h40 e foi finalizado já próximo das 22h. 

- Seminário Belvidera 22, intitulado “Literatura fantástica e poesia: uma junção possível?”, ocorrido no dia 09 de setembro de 2016, com a palestrante Iaranda Ferreira Barbosa (Doutoranda - PPGL/UFPE), que discorreu sobre a possibilidade de o modo/gênero fantástico também existir no gênero poesia (lírica e/ou narrativa).

- Seminário Belvidera 23, intitulado “A nova literatura imaginativa pernambucana”, ocorrido no dia 30 de setembro de 2016, no Miniauditório 01 do CAC/UFPE, com os palestrantes João Paulo Parísio, Rômulo César Melo, André Balaio, Roberto Beltrão, Frederico Toscano e André de Sena. Na ocasião, discutiu-se a nova produção de literatura fantástica em Pernambuco, na presença de alguns de seus principais autores. O público leu um conto de cada autor com antecedência, disponibilizados via email e cópia xerografada e participou amplamente das discussões teóricas sobre a nova literatura imaginativa pernambucana.


- Seminário Belvidera 24, intitulado “Carneiro Vilela e a dramaturgia oitocentista pernambucana na peça ‘A Bertoleza’”, ocorrido no dia 25 de novembro de 2016, no auditório da Academia Pernambucana de Letras, com a palestra homônima da Prof.ª Ms. Jéssica Cristina Jardim. Por conta das manifestações políticas que paralisaram as atividades no Centro de Artes e Comunicação da UFPE, solicitamos o apoio da APL e a instituição gentilmente nos cedeu seu auditório para a realização do seminário (como se sabe, a APL foi fundada, entre outros, por Carneiro Vilela, em 1901). Neste evento, a professora Jéssica Jardim revelou ao público suas atuais pesquisas (inéditas) sobre a dramaturgia romântica e pós-romântica de Carneiro Vilela, a partir de meticulosas análises em arquivos antigos do Recife. Nesse dia, a peça que foi destacada da produção geral dramatúrgica de C. Vilela foi a peça “A Bertoleza”, um interessante trabalho que revelou importantes marcas pré-modernistas. Juntamente ao público que se fez presente no auditório da APL, a Prof.ª Jéssica revelou a marginalidade do teatro pernambucano no contexto nacional, embora precursora de ousadias e experimentações que só ocorreriam décadas mais tarde, ressaltando a importância da redescoberta dos textos dramáticos de Vilela. Ao término da palestra, houve um dinâmico debate entre o público.  

- Seminário Belvidera 25, intitulado “Poesia simbolista em Pernambuco”, ocorrido no dia 07 de junho de 2017, no Miniauditório 02 do CAC/UFPE, com a palestra homônima do Prof. Dr. Fábio Andrade (Letras/UFPE) a respeito de seus estudos e pesquisas referentes ao movimento simbolista no Estado de Pernambuco. Na ocasião, também divulgou os resultados dessas pesquisas, através do livro recém-lançado intitulado “O fauno nos trópicos”.


- Seminário Belvidera 26, com a palestra intitulada “Afogar no pântano de si mesmo: escrita e pensamento em Felisberto Hernández”, pela Prof.ª Dr.ª Imara Bemfica Mineiro (Letras/UFPE), que revelou ao público presente seus estudos sobre o escritor uruguaio Felisberto Hernández, e lançamento do livro “Literatura fantástica e grotesco” (Edufpe, 330 págs.), com organização do Prof. Dr. André de Sena. O Seminário ocorreu no dia 25 de agosto de 2017, no auditório da Editora da Universidade Federal de Pernambuco (Edufpe).

- Seminário Belvidera 27, intitulado “Análise de contos fantásticos”, ocorrido na Sala 43 do Curso de Letras no dia 29 de setembro de 2017, das 20h30 às 22h. O seminário contou com a participação dos discentes de Letras Raísa Almeida Feitosa, José Cirilo Neto e Paulo Melo, que apresentaram e discutiram teoricamente os seguintes contos, respectivamente: “O vaso de ouro”, de E. T. A. Hoffmann, “A pata do macaco”, de W. J. Jacobs, e “A música de Erik Zahn”, de H. P. Lovecraft. Em seguida às apresentações, houve um debate entre o público presente. 


- Seminário Belvidera 28: Conferência do Prof. Dr. Enrique Santos Marina, intitulada “La figura del fantasma en la literatura rusa medieval”, realizada no dia 17 de outubro de 2017, no auditório da Editora Universitária da Universidade Federal de Pernambuco (Edufpe). O Prof. Enrique Santos Marinas é Doutor em Filologia Eslávica pela Universidad Complutense de Madrid, Professor associado do Departamento de Grego e Línguas Indo-européias da Universidad Complutense de Madrid e Coordenador acadêmico do Curso de Ciências das Religiões da UCM. Na ocasião, apresentou o universo de miracula e mirabilia das tradições medievais russas em suas relações com o sobrenatural e o divino, pelo viés da literatura. A conferência foi mediada por outro estudioso especialmente convidado para a ocasião, o Prof. Dr. Darío Gómez Sánchez (Letras-Espanhol – UFPE)